Idéias e Inovações

Caminhos novos, comunicação única.

Ideias e Inovações

e-reader-vs-books

11/12/2012

Amazon e a movimentação do e-commerce no Brasil

Consolidando de vez a movimentação do e-commerce no Brasil, a gigante norte-americana Amazon, apelidada por analistas estrangeiros de Walmart do comércio eletrônico, iniciou na última quinta-feira, 6, suas operações no país oferecendo mais de 1,4 milhão de e-books – apenas 13 mil em português. Em seu primeiro dia de atividades, a Amazon, que usa o Kindle para alavancar a venda de livros, música e filmes digitais, anunciou parceria com 90 editoras brasileiras, incluindo Companhia das Letras, Globo e Intrínseca.

A entrada de dois grandes players internacionais gerou uma enorme pressão no mercado editorial: na semana passada, a Associação Nacional de Livrarias (ANL) divulgou uma carta aberta propondo medidas que combatam a concorrência desleal e protejam o futuro do negócio. Tema central no embate das editoras brasileiras, a política de preços, ainda em fase de testes, já atrai críticas do consumidor. Embora a expectativa do mercado seja de acirramento da concorrência, a diferença entre o preço do livro impresso e o do livro digital ainda é pequena.
O problema é que não se trata apenas de questões comerciais e sim do avanço da leitura no país, processo que tem efeitos transversais sobre toda à sociedade, da educação e cultura à política. O brasileiro lê hoje uma média de quatro livros por ano, um dos piores índices do mundo, baixo até mesmo quando comparado ao de outros países em desenvolvimento. É preciso pensar e discutir qual papel pode ter na mudança desse panorama a entrada de gigantes como a Amazon e o crescimento do livro digital. É preciso discutir como, nesse caso, o aumento do mercado editorial e o aumento do índice de leitura do brasileiro podem andar juntos.

Contate - nos

Tel: (21) 3970-1552

pensar@pensarcomunic.com.br

Nosso Endereço

Rua Miguel Pereira, 64 - Humaitá

Rio de Janeiro - RJ

Cep: 22261-090